Figurino: Teresa Cristina | Tempos do Imperador

E hoje mostraremos os vestidos da Imperatriz Teresa Cristina (Leticia Sabatella) na novela Nos tempos do Imperador, conheça um pouco sobre sua vida.


Vestido Baile Tereza em Nos tempos do Imperador


Teresa Cristina Maria Josefa Gaspar Baltazar Melchior Januária Rosária Lucia Francisca de Assis Isabel Francisca de Pádua Donata Bonosa Andréia de Avelino Rita Guiutigarda Guertude Venâncio Tadea Espiridone Roca Matilde de Bourbon Duas Cecílias.

E isso não é brincadeira o nome por completo dela é o descrito, nasceu na Itália na cidade de Nápoles em uma família grande, ao todo eram 13 irmãos sendo ela uma das caçulas.


Tereza Cristina vestidos na novela

Educação 

Ela recebeu uma educação tão excelente quanto a sua rival Condessa de Barral, a diferença entre as duas neste requisito era que naquela época as princesas eram educadas, para a vida no casamento como Imperatriz, Rainha de um país estrangeiro. Logo elas estudavam assuntos relacionados apenas a esta futura vida.


Tereza Cristina Leticia Sabatella


Alguns assuntos poderiam não ser ensinados, como política no caso das filhas dela Izabel e Leopoldina, devido a ausência de um filho homem, as meninas (uma delas) governaria o Brasil, logo teriam que receber uma educação que na época era restrita apenas aos homens, a Condessa de Barral por ter tido um pai moderno recebeu esta mesma educação, o que a levou a ser contratada.

Mas por algum motivo (mesmo antes da novela) as pessoas pensam que o D. Pedro II por ser um homem culto e intelectual, não gostava da mulher por esta ser menos estudada, o que não era verdade.

Assim como é retrata em Nos Tempos do Imperador, Tereza Cristina (Leticia Sabatela), tinha uma bela voz e adorava cantar ópera, ela também nutria uma grande paixão por arqueologia e arte.

Teresa e D. Pedro II: O que a novela não contou


Como comentamos no post sobre a Condessa de Barral, D. Pedro II sonhava em se casar com uma princesa Austríaca (país natal de sua mãe), um diplomata Brasileiro foi para a Europa com o objetivo de conseguir uma esposa e ele fechou o casamento do Pedro II com Tereza Cristina, sem consultar o noivo.

A Àustria não aceitou enviar outra princesa para o Brasil, devido ao que aconteceu com a Leopoldina (o romance de D. Pedro I e Domitila virou assunto internacional).

 Quando o retrato da noiva chegou até o Pedro II (a imagem a seguir) ele aparentemente gostou da moça e aceitou o enlace. 


Quadro falso da imperatriz Tereza Cristina
Retrato Falso da Tereza Cristina


Porém quando ela desembarcou no Brasil, a verdadeira Teresa Cristina não era tão parecida com a imagem do retrato acima, o que causou uma decepção no Imperador.

Vale lembrar que ela não era feia, apenas não se encaixava no padrão de beleza que o Pedro II idealizava.

Teresa não era alta, nem extremamente magra e mancava, o primeiro encontro dos dois já casados, foi um desastre. Depois de três meses de casamento eles começaram a se entender.


Tereza cristina vestido azul


Logo após o enlace Pedro II foi a um evento público (ópera), sem a mulher, chegou a ser repreendido por isso por um religioso.

Vale lembrar que a vida dela não foi tão fácil, ela perdeu o pai aos 8 anos, e casou-se aos 21 anos, a idade para casamentos na época era de 16 a 21 anos, logo ela já estava no limite desta.

Além de Isabel e Leopoldina o casal chegou a ter dois meninos, Afonso e Pedro, ambos morreram nos primeiros anos de vida. 

D. Pedro II e a esposa abandonaram o Brasil as pressas, eles estavam em uma missa quando descobriram que a monarquia havia sido derrubada, Teresa não teve oportunidade de voltar para o palácio para buscar suas coisas. 

Ela faleceu em Portugal, com 67 anos e antes que alguém pergunte, mesmo após sua morte D. Pedro II e a Condessa de Barral não ficaram juntos. 

Amor pela Arqueologia 

A cidade de Pompéia, que foi devastada pela erupção do vulcão Vesúvio, ficava nos arredores de Napóles, Teresa recebeu de herança parte destas terras, ao vir para o Brasil trouxe vários artefatos, encontrados nesta região.

Logo no primeiro capítulo da novela, vemos o casal em uma viagem pelo Brasil, onde ela analisa um área arqueológica, o modelito abaixo foi usado nesta cena.
 

Tereza Cristina cena viagem


Teresa provavelmente sabia do interesse do marido pela Condessa de Barral, da qual não gostava por motivos óbvios. Apesar das mulheres da época não poderem ter muita opinião, ela é descrita como uma pessoa de personalidade forte.

Figurino características 

Em comparação ao de sua sogra Leopoldina (falamos sobre os figurinos dela em Novo Mundo), Teresa aparenta looks mais simples, modestos, logo nos primeiros capítulos, houve uma cena onde ela chama uma costureira para reformar roupas, ao invés de encomendar novas.


Teresa Cristina vestido azul


Porém é repreendida pelo marido e desiste da idéia, enquanto Luisa (Mariana Ximenes) que não era uma princesa tinha um guarda roupa digno de uma.

Na novela cada personagem tem uma cor específica para seu figurino a da Condessa de Barral é verde, da Pillar amarelo e da Teresa (Leticia Sabatella) é o azul.

Em nossas pesquisas descobrimos que o brasão da família real das Duas Cecílias era azul logo a cor, poderia representar suas origens italianas.


Brasão de Napoles




Voltamos a lembrar que este fato foi adotado pela novela e não necessariamente é histórico, existem retratos da verdadeira Imperatriz com vestidos de outras cores.

O azul escuro também serviria para representar o quanto discreta ela era. E também para criar um contra ponto entre ela e a Condessa de Barral.


Tereza Cristina vestido azul escuro


Pelo fato de D. Pedro II ter se encantado pela Luisa (na vida real e na novela) as pessoas acham que havia algum problema com a Teresa Cristina. O objetivo deste post além de mostrar os figurinos dela na novela é tentar mostrar que não era por aí.

E para quem não sabe a atriz Leticia Sabatella antes de viver a princesa Italiana Tereza Cristina, no início dos anos 2000 interpretou a muçulmana Latifa em O Clone. Já falamos sobre os figurinos desta lendária personagem por aqui.

LEIA TAMBÉM: 



Referências: 

Canal do Paulo Rezutti - Vídeo sobre Tereza Cristina

Comentários

Nossas Redes sociais