Jay Sebring Biografia

 E hoje contaremos a breve trajetória, de um dos grandes nomes do mercado de Beleza americano, conheça a carreira do cabeleireiro das estrelas Jay Sebring


Jay Sebring


  • Inicio da Carreira 

Thomas John Kummer, nasceu em 10 de outubro de 1933 em Alabama e tinha duas irmã Geraldine e Peggy DiMaria e um irmão, há pouca informação sobre sua infância e juventude na internet, apenas que aos 15 anos foi convocado para a Guerra da Coréia onde trabalhou como barbeiro, em 1951 ele terminou o ensino médio e especializou-se em corte de cabelo (não há informações sobre onde ele estudou), em 1959 abriu seu primeiro salão de Beleza para homens. 

O nome Jay seria um apelido, para seu nome de batismo e Sebring um carro da época. 

  • Jay e Sharon 

Em 1960 ele se casou com a modelo publicitária Cami White, na época com 17 anos, em Las Vegas, após duas semanas de relacionamento. O apelido Cami foi dado a ela por ele, que passou a se chamar Cami Sebring.

Em 1964, um ano após se divorciar ele foi apresentado por amigos a atriz Sharon Tate, ainda em início de carreira, começaram a namorar e logo em seguida veio o pedido de casamento, porém Sharon alegava ser muito jovem para isso. 

A casa que Jay residia, havia pertencido anteriormente a um diretor da MGM, que após ser largado pela noiva supostamente cometera suicídio, a história lhe chamou a atenção e ele comprou a casa por conta disso.

Existe um boato que durante uma viagem de Jay, Sharon Tate (na época sua namorada) pediu para ficar na casa e durante uma noite ela teria visto um vulto, ao correr dele viu no fim da escada o que parecia ser uma sombra de uma pessoa com a garganta cortada, com uma corda amarrada, Sharon e Jay morreriam juntos três anos após esta declaração (dela a um jornal), com uma corda no pescoço. 

Jay morou nesta residência até o fim de sua vida, a casa ainda existe (até os dias de hoje) porém os moradores posteriores, nunca viram nada de sobrenatural nesta.  

A irmã de Sharon, Debra diz não acreditar neste história e que ao conversar com pessoas que conviveram com ela, nenhuma destas confirmou a história. 

Ele e Sharon terminaram o noivado, após ela viajar para Europa para gravar o filme A dança dos Vampiros do diretor Roman Polanski. 

Sharon ligaria para Jay, rompendo o compromisso, ele viajou ao seu encontro para conhecer Roman e ver se ela realmente ficaria bem, após o fim do relacionamento ele se tornou amigo do casal.

Sua baixa estatura parecia incomoda-lo, coincidência ou não ele foi trocado por outro baixinho Roman Polanski. 



Jay, Roman e Sharon em escada
Jay Sebring, Roman Polanski e Sharon Tate


  • Sucesso em Hollywood

Estrelas de Hollywood da época, como Geoger Peppard (o protagonista do filme bonequinha de luxo), Frank Sinatra, Henry Fonda, eram clientes cativos de Jay. Foi o responsável pelo cabelo do vocalista do The Doors (Jim Morison). Chegou a fazer algumas participações em seriados de TV, como o Batman, muitos destes ele era chamado para ser o Cabeleireiro do elenco e acabava ganhando um papel. 

Em 1969, aos 35 anos, com vinte anos de carreira e a dez trabalhando em seu próprio salão, Jay Sebring era um renomado nome do mercado de Beleza. Abaixo um trecho do curso de cabeleireiro dele. 





Na época o trabalho de um barbeiro era extremamente desvalorizado, eles ganhavam em torno de 2 dólares por corte, na matéria a seguir é anunciado que Jay cobrava 50 dólares e no filme Era uma Vez Hollywood, na cena em que o grupo de amigos janta em um restaurante mexicano, ele conta a Abigail que cobrava mil dólares por corte. 

E ele também ficou conhecido por usar aparelhos que na época não eram comuns nos EUA, ele importou algumas tecnologias da Europa, para a secagem de cabelos. 


Jay sebring cabeleireiro


Ele também viria a lançar um curso de cabeleireiro e produtos de cabelos masculinos algo que para época era uma grande novidade, o projeto contou com a socialite Abigail Folger como sócia (ela também faleceria com ele e Sharon). Abaixo uma matéria da época.


jay sebring materia revista


Em Agosto de 1969, sua ex-namorada e melhor amiga Sharon Tate estava prestes a dar a luz, Jay, Abigail Folger e FryKowski (amigo de infância de Roman e namorado de Abigail), faziam companhia a Sharon na residência dela, quando a casa foi invadida e todos foram mortos. 

Não entrarei em detalhes sobre a morte, dele mas em depoimento os assassinos declararam, que Jay foi baleado ao tentar defender Sharon, que estava sendo maltratada, ela havia presenteado ele com seu anel de formatura e ele morreu usando este, ao lado dela. 

O imóvel que abrigava seu salão, ainda existe a fachada sofreu poucas alterações, por coincidência há um outro salão de beleza. Por sua vez o salão de Jay, foi fechado. 

  • Trabalho perdido no tempo ?

Não sei a origem da informação, porém encontrei um comentário em um blog dizendo que a família de Jay por não ser da área de beleza, vendeu a marca e o salão para alguém e um ano após de sua morte nada mais existia. A marca dele 
não existe mais, quando foi encerrada não há relatos. 

As técnicas que Jay desenvolveu continuam sendo usadas, seu trabalho sobreviveu porém a marca Sebring não. 

Fazia parte da marca Sebring, o símbolo egípcio que representa a vida eterna, reparem a imagem abaixo o símbolo ao fundo. 


jay sebring


Este também é encontrado em sua lapide, assim como nas tumba dos faraós egípcios, de onde Jay tirou este símbolo, fica a questão. 





Seu sobrinho Antoni DiMaria, produziu um documentário Jay Sebring: Cutting the true, onde conta a trajetória do tio. 

 Para quem não sabe os assassinatos que ocorreram na casa dos Polanskis ganharam muita repercussão na  mídia ao ponto da vítimas serem lembradas apenas, devido aos acontecimentos daquela noite. 




Mesmo Sharon sendo atriz e esposa de um diretor famoso da época e Jay um cabeleireiro de Hollywood, seus trabalhos ficaram em segundo plano, perto da repercussão de suas mortes. 

No filme Era uma vez Hollywood de Quentin Tarantino, os criminosos ao invés de invadirem a casa da Sharon Tate (Margot Robbie), invadem a casa de seu vizinho Nick Burton (Leo di Caprio) o que faz a história ter um final diferente. No filme a amizade de Jay com o casal Polanski é retratada, ele foi interpretado pelo ator James Franco.  

Comentários

Nossas Redes sociais